AnatomiaAula UNB BiobioEstudando MedicinaMedicina UNBMelhores Videos Medicina YouTubeNeurotransmissores

O que é acetilcolina?

O que é acetilcolina?

A acetilcolina é um neurotransmissor, ou seja, uma substância química que transmite sinais entre os neurônios. É o primeiro neurotransmissor a ser descoberto, em 1914, pelo fisiologista inglês Henry Hallett Dale.

Como ocorre sua síntese?

A acetilcolina é sintetizada a partir da colina e da acetil-CoA, que são moléculas derivadas do metabolismo da glicose. A síntese ocorre no citoplasma das terminações nervosas, onde a colina é acetilada pela enzima colina-acetiltransferase (ChAT).

Quais são suas funções?

A acetilcolina desempenha um papel importante em diversas funções do sistema nervoso, incluindo:

  • Controle do movimento: A acetilcolina é responsável pela transmissão de sinais entre os neurônios motores e os músculos, o que permite o movimento.
  • Memória e aprendizado: A acetilcolina está envolvida na formação de memórias e na aprendizagem.
  • Atenção e sono: A acetilcolina está envolvida na atenção e no controle do sono.
  • Funções cognitivas: A acetilcolina está envolvida em diversas funções cognitivas, como o raciocínio, o pensamento e a linguagem.

O que controlam?

A acetilcolina controla uma ampla gama de funções, incluindo:

  • Músculos: A acetilcolina é responsável pela contração muscular.
  • Glândulas: A acetilcolina estimula a secreção de diversas glândulas, como as glândulas salivares, lacrimais e sudoríparas.
  • Órgãos internos: A acetilcolina regula o funcionamento de diversos órgãos internos, como o coração, os vasos sanguíneos e o intestino.
  • Pensamento e comportamento: A acetilcolina está envolvida no pensamento, no comportamento e nas emoções.

Principais achados

Os principais achados relacionados à acetilcolina incluem:

  • A acetilcolina é um neurotransmissor essencial para a vida.
  • A acetilcolina está envolvida em diversas funções do sistema nervoso.
  • A acetilcolina é produzida no citoplasma das terminações nervosas.
  • A acetilcolina é liberada na fenda sináptica, onde se liga a receptores específicos.
  • A acetilcolina é degradada pela enzima acetilcolesterase.

Funcionamento esperado

O funcionamento esperado da acetilcolina é que ela seja sintetizada, liberada e degradada de forma adequada.

Distúrbios

Os distúrbios relacionados à acetilcolina incluem:

  • Doença de Alzheimer: A doença de Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que se caracteriza pela perda de neurônios que produzem acetilcolina.
  • Mal de Parkinson: O mal de Parkinson é uma doença neurodegenerativa que se caracteriza pela perda de neurônios que produzem dopamina, um neurotransmissor que atua em conjunto com a acetilcolina.
  • Síndrome de Guillain-Barré: A síndrome de Guillain-Barré é uma doença autoimune que pode causar danos aos nervos, incluindo os nervos que produzem acetilcolina.

Achados na medicina

Os achados na medicina relacionados à acetilcolina incluem:

  • A acetilcolina é um alvo para diversos medicamentos, incluindo medicamentos para tratar doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer e o mal de Parkinson.
  • A acetilcolina também é um alvo para medicamentos para tratar outras condições, como incontinência urinária e asma.


Principais livros e autores sobre acetilcolina:

Os principais livros e autores sobre acetilcolina incluem:

  • Livros:
    • Neurociências: Fundamentos da Neurofisiologia, de Eric Kandel, James Schwartz e Thomas Jessell (2012)
    • Fundamentos de Neurociência, de Dale Purves, George Augustine, David Fitzpatrick, Lawrence Katz, Steven McConnell, Steven Stricker e Michael Zigmond (2008)
    • Farmacologia Básica e Clínica, de Goodman & Gilman (2012)
  • Autores:
    • Henry Hallett Dale, fisiologista inglês que descobriu a acetilcolina em 1914
    • Otto Loewi, fisiologista alemão que demonstrou a transmissão química dos impulsos nervosos em 1921
    • John Eccles, neurofisiologista australiano que recebeu o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1963 por seus estudos sobre a transmissão sináptica

Alguns livros e autores específicos sobre a acetilcolina e seus distúrbios incluem:

  • Livros:
    • Acetilcolina: Fundamentos e Aplicações, de David J. Nichols, Stephen J. Sanders e Paul J. Taylor (2011)
    • Acetylcholine in Disease, de Steven D. Ginsberg e David J. Nichols (2014)
  • Autores:
    • Steven D. Ginsberg, neurologista americano que é um dos principais pesquisadores da acetilcolina e suas implicações em doenças neurodegenerativas
    • David J. Nichols, farmacologista americano que é um dos principais pesquisadores da acetilcolina e seus receptores

A acetilcolina é um tema de pesquisa ativa, e novos achados são publicados regularmente.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios